domingo, 11 de agosto de 2013

eu amei esses dias

sempre disse ter amado duas vezes. pensava que o amor havia me acontecido apenas durante os namoros mais longos, daqueles que quando acabaram eu solucei enquanto chorava, pensei que não conseguiria mais viver sem a pessoa, nem ser feliz, e que jamais amaria outra vez. talvez nem fosse mesmo amor. era um sentimento possessivo e egoísta. após o término desses relacionamentos as lágrimas secaram, o sorriso veio e o amor também. digo, os amores também, porque foram vários. e amei a todos eles com sinceridade de coração. eu amo o tempo todo. e quando não estou compartilhando sentimentos para com as pessoas, estou me amando (algo que aprendi recentemente e tento exercitar todos os dias!). e esse amor não tem regras, é só de sentir. porque sentir é melhor do que pensar (nas formalidades, nos pudores, no deveres e tantas outras coisas que nos oprimem). por isso estou buscando amar de maneira mais livre, para que o amor possa ser a cada dia ainda melhor. porque amar não é de sofrer, não foi feito pra ser assim. amar foi feito pra fazer bem e fazer sorrir. quero amar mais e melhor, porque eu sinto, sinto o tempo inteiro as palavras, as coisas e a cores. e quero cada vez mais a pureza do amor, porque ele me faz sorrir. e é leve. e me faz sonhar. e me faz acreditar.


[algumas coisas que venho pensando sobre o amor após algumas leituras!]