sábado, 30 de outubro de 2010

A Flor

O meu amor plantou a flor e fez regar
Com pranto redentor que só quem ama
Derrama gota a gota até brotar
Em solo tão estéril, mesmo em lama...

A rosa que eu dei nome de esperança
Mas dela não tratei, não fiz podar
E rápido um espinho feito lança
Furou dois corações, os fez sangrar...

Pra que aprender eu possa a plantar
De novo aquela rosa no esteio
E se ela um dia, por acaso, germinar
Não vou deixar que ela morra no meu peito.

Rodrigo Pietrobelli.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

segunda-feira, 11 de outubro de 2010